Tentativa falha

Eu tentei mais uma vez não sair da sua vida, mas mais uma vez você me expulsou, e dessa vez gritou.
E gritou tão alto, que minha alma se encolheu e as lágrimas vazaram de meu cofre tão seguro.
Me segurei no nada, em mim mesma e cai ao chão quando só o seu aroma vinha no vento de tão longe. Cai sozinha e quase me esvaziei por completo, pela última vez.
Doeu, não nego. Mas como toda ferida, essa parou de sangrar e só a cicatriz ficou,e infelizmente ainda arde, mas já acostumei a enfrentar a dor.
De longe eu vi seus passos, por caminhos que te levavam cada vez mais para longe de mim, na primeira fila desse espetáculo  Era como se você estivesse na Linha do Equador enquanto eu me conformava com os Pólos. Mas sempre havia sido assim, certo? Não sei em que momento, minha mente distorcida, inverteu os papéis desse belo drama; a diferença é que os Pólos já não se derretem mais, congelaram e com ele, todo o meu resto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s